Free CursorsMyspace LayoutsMyspace Comments
Sou Quase Tudo Aquilo Que Acredito.: Meu Pitaco - Drácula

Meu Pitaco - Drácula

Nos nossos dias, é fato que os vampiros conquistaram seu espaço na
cultura mundial. Seja em filmes ou seriados, lá estão eles para sugar o máximo
de sangue que conseguirem...
Mas se hoje eles enfestam nossas televisões, isso se deve a anos de histórias e
lendas, contadas pelos mais diversos povos sobre "criaturas noturnas que chupam
sangue e vivem eternamente".
Lendas essas que inspiram e ainda inspiram muita gente a dissertar sobre este tema,
que apesar dos anos, continua intrigando e fascinando humanos ao redor do planeta.
Se você perguntar a algum jovem sobre um bom livro de vampiros, é bem provavel que
ele cite os livros da Saga Crepúsculo. E se você tiver um pouco mais de dissernimento
e quiser realmente mergulhar no universo vampiresco um aviso: passe longe dessas estórias.


Falemos então do clássicos dos clássicos, tanto dos contos de horror, como os de vampiros,
o sublime "Drácula" de Bram Stoker.
Esta sim, uma obra singular que aborda o assunto de uma forma idônea.
Boa parte das pessoas (bem informadas) tem conhecimento que o escritor irladês escreveu em 1897 seu grande sucesso inspirado no nobre romeno Vlad Tepes, o impalador. Que segundo relatos
históricos, cometia atos totalmente insanos e de pura maldade com aqueles que atravessassem
seu caminho.

Tratando agora do livro em si, citarei pontos importantes - na minha opinião, que
podem servir de certa referência para quem deseja lê-lo.
O livro é narrado na forma de diários. Os principais personagens (menos o grande vampiro),
vão relatando de forma intercalada, estranhos acontecimentos que ocorreram depois da chegada
de um misterioso nobre estrangeiro da região dos Cárpatos romenos.
O livro também possui "trechos de reportagens de jornais" que segundo o autor, foram publicados
na época citada. Isso somado a forma como transcorre o texto, torna-o de uma veracidade
surpreendente. Realmente, parece algum fato ocorrido verdadeiramente na história mundial.

O texto nos prende desde o início, como uma grande teia de aranha. E, apesar dos anos passados
desde que foi escrito; ao ler o livro, com certeza saiba que lhe aguardam momentos de suspense, medo e terror.
Devemos frisar também, que este livro, além do conde, possui personagens que deixaram suas
marcas permanentes na literatura mundial, como o professor Van Helsing e Mina Harker.
Sem esquecer que toda a trama "começa" com a viagem de um jovem corretor à Transilvânia,
para vender algumas propriedades a um estranho e velho conde.
O modo como ele chega a Londres, e muda a vida de diferentes pessoas vou deixar a cargo
da leitura, afinal, isso foi apenas um aperitivo, pois mesmo se eu ficasse aqui,
e por mais linhas que eu escrevesse, ainda assim não compreenderia a magnitude
desse grande clássico.


Nem é preciso dizer que vários filmes foram feitos inspirados na histótia do maior vampiro de
todos os tempos. Alguns fracos, outros excelentes, como o Drácula de Francis Ford
Copolla, que para mim é um dos melhores e mais singulares filmes que já tive o prazer
de assistir. E do qual pretendo falar novamente aqui no blog em outro dos próximos posts.


Para finalizar, confirmo aos leitores que se interessarem que não perderão tempo
ao ler e que com certeza se lembrarão desse conto pelo resto de suas vidas.
Mesmo assim, ainda não se interessou? Talvez seja bom mudar de opinião...























Drácula de Bram Stoker,  da L&PM Editora. Mesma edição que eu li. Na capa, Bela Lugosi que encarnou o conde no cinema numa de suas aparições cinematográficas mais conhecidas.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comentários:

Hebert disse...

Crepúsculo é Lixo, Drácula de Bram Stoker é Luxo! rs

Luciana disse...

Ola Caroline
Vim agradecer sua visitinha e dizer que adorei seu cantinho, quanto a sua súvida sobre os selinhos :

O selo dado é uma forma de reconhecer os valores que cada blogueiro se dedica de forma intensa para transmitir os valores culturais, humanos, literários,...Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstar carinho e reconhecimento pelo seu trabalho.

REGRINHAS:


1- Exibir a imagem do Selo no blog.

2- Exibir o link do blog que você recebeu a indicação.

3- Escolher alguns blogs para dar indicação.

Aproveitando tem selinho pára vc, passa la para pegar, bjs Lu

Postar um comentário